Get Up to 40% OFF New-Season StylesMenWomen * Limited time only.

Microsoft Edge 86 chegou e vale mesmo a pena instalar já!

Microsoft Edge 86 chegou e vale mesmo a pena instalar já!

O Microsoft Edge 86 que é baseado no Chromium 86 está agora a chegar a todos os utilizadores. Isto tanto no Windows como no macOS. O Edge 86 é um grande lançamento com muitas melhorias. Nelas inclui-se uma funcionalidade que permite selecionar uma imagem personalizada para a nova página de separadores e configurar DoH, que é como quem diz, DNS sobre HTTPs.

Microsoft Edge 86 chegou e vale mesmo a pena instalar já!

Entretanto, no Edge 86, os utilizadores podem testar a visualização de sites usando o motor de renderização do Internet Explorar. Para os programadores, está também uma nova opção que ajuda a carregar um separador diretamente no modo IE.

Isto na prática é tudo muito bonito, mas na realidade não é o que mais importa aos utilizadores finais. Assim vamos olhar para o que realmente importa.

Logo à partida temos um gestor de downloads melhorados. Por exemplo, a partir da versão 86, é possível apagar o que descarregou usando o próprio browser. Isto significa que não tem de sair do Edge para limpar a pasta de downloads.

O leitor de PDF está ainda melhor. O site Windows Latest refere que o Microsoft Edge é o melhor leitor de PDF para o Windows. Agora está a ganhar suporte para múltiplas funcionalidades na nova versão.

Por exemplo, a atualização adiciona suporte para tabelas de conteúdos em documentos PDF. Escusado será dizer que isto torna muito mais fácil a navegação.

Para além disso tem acesso a todas as funcionalidades, mesmo em dispositivos com o ecrã mais pequeno, como tablets ou portáteis de 12 polegadas.

Entretanto é também possível destacar texto em equipamentos que usam uma Pen.

No entanto a nova versão chega também com melhorias ao nível da segurança. Logo à partida temos o DNS seguro (DNS sobre HTTPS). Isto garante ainda mais privacidade.

Para além disso, o Edge avisa-o quando uma password que está guardada foi encontrada numa base de dados de logins comprometidos.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *